BLOG BE SMART

PLAYLISTS FITNESS

11/05/2017

As cidades do Brasil que mais ouvem playlists fitness no Spotify! Confira se seu município está na lista e de quebra conheça um set top para o seu treino:

thinkstockphotos-505414534-e1494356874264 (1)

 

Você é do time que ama malhar com músicas animadas? Nós também! E que bom: estudos já demonstraram que um bom som pode dar mais motivação para o treino, além de deixar a atividade física mais divertida.

Recentemente, o Spotify fez um levantamento para analisar as preferências dos usuários e descobriu em quais cidades brasileiras as pessoas mais ouvem playlists fitness.

Para criar o ranking, o serviço de streaming investigou os 100 municípios que mais usam o aplicativo no país (tanto no celular quanto na web) e, a partir daí, fez um recorte dos locais onde as seleções de músicas feitas especialmente para malhar são mais populares.

Quer saber se o lugar onde você mora está no top 10? Veja a seguir:

1. São Paulo (SP)

2. Presidente Prudente (SP)

3. Americana (SP)

4. Rio Branco (AC)

5. Indaiatuba (SP)

6. Serra (ES)

7. Rio De Janeiro (RJ)

8. Salvador (BA)

9. Duque De Caxias (RJ)

10. Blumenau (SC)

Quer sugestão de playlist? Só clicar aqui! ;)

HORA DE FALAR SOBRE A ATEMOIA

05/05/2017

Ainda pouco popular, ela surpreende pelo teor de nutrientes. Cientistas estudam seu papel contra o câncer e doenças cardiovasculares.

atemoia

 

A engenheira agrônoma Maria Rosa Moraes submeteu a atemoia a um raio X em seu trabalho de doutorado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). “A casca dessa fruta tem dez vezes mais compostos fenólicos do que a polpa”, desvenda a pesquisadora. Esses elementos são famosos por combater radicais livres e, assim, dar uma força na prevenção de várias doenças – de males cardíacos a câncer. Já as sementes exibem alto teor de gorduras boas.

Enquanto não se encontra uma forma de aproveitar essas partes na cozinha, o recado é apostar na polpa, doce, saborosa e nutritiva. “Além de apresentar uma quantidade significativa de compostos fenólicos, ela possui quase tanto potássio quanto a banana”, afirma Maria Rosa. Está aí um mineral que auxilia na contração muscular e no controle da pressão arterial. Sem falar no cobre, também ostentado pela polpa, que participa da formação de enzimas envolvidas na manutenção do corpo.

Perfil completo

Origem: Flórida (Estados Unidos)

Ano de nascimento: 1907

Pai e mãe: a atemoia é resultado de um cruzamento entre a fruta-do-conde e a cherimoia

Clima preferido: ameno. Nem frio nem quente

Quando chegou ao Brasil: 1950

Maior produtor por aqui: estado de São Paulo

 

 

Fonte: Revista Saúde

 

PAPO FIT

28/04/2017

Se você sonha em correr uma prova de rua mas ainda não tem fôlego para encarar os primeiros quilômetros, a caminhada pode ser sua grande aliada!

thinkstockphotos-539371278

 

1. Preparo das articulações
Do mesmo jeito que você não deve fazer seu primeiro agachamento com uma barra nas costas, o treino de corrida também precisa ser mais leve no início. “A caminhada funciona muito bem para quem está acima do peso ou tem alguma restrição, já que ela não sobrecarrega tanto as articulações”, recomenda Rodrigo Xavier, treinador da RX Assessoria Esportiva, de Campinas (SP). Aos poucos, você vai adicionando à planilha períodos de trote, por exemplo: 30 segundos de corrida + 1 minuto andando. “Priorize o volume do exercício, e não a intensidade.”

2. Menos peso
Sim, andar também emagrece! “Para isso, você tem que caminhar pelo menos cinco vezes por semana em ritmo de moderado a forte”, indica Bruno Gualano, professor da Escola de Educação Física e Esporte da USP. Dá para dividir as sessões ao longo do dia – o trajeto para o trabalho, uma volta na quadra na hora do almoço… –, desde que a intensidade seja mantida (nada de conversar com a amiga como se estivesse passeando no shopping, hein?).

3. Corpo mais saudável
Diversos estudos já comprovaram que caminhar ajuda a controlar a hipertensão, favorece o bom humor, melhora a densidade dos ossos e fortalece o coração. “Por aumentar a sensibilidade à insulina, esse tipo de exercício previne o desenvolvimento de diabetes do tipo 2 e até reduz a necessidade de medicamentos no caso de pacientes com a doença”, diz a médica do esporte Flávia Meyer, professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

 

Fonte: Revista BF

   1    2    3    4    5   ...   25

VENCEDOR TOP BLOG 2012

Blog Smart Life Vencedor Top Blog 2012

BUSCA

CATEGORIAS

ARQUIVO

FACEBOOK

TWITTER

INSTAGRAM